NOTÍCIAS

16/03/2017 - Futebol Profissional

Sérgio Vieira usa a Chapecoense como exemplo de motivação ao Bernô

No dia 28 de novembro do ano passado, uma notícia chocou o Brasil e o mundo. O avião que transportava o elenco, comissão técnica e diretoria da Chapecoense, além de diversos jornalistas brasileiros, caiu a poucos quilômetros do aeroporto de Rio Negro, na Colômbia, vitimando 71 pessoas. Hoje, quase quatro meses depois da tragédia, o técnico do São Bernardo, Sérgio Vieira, usa a força daquela equipe como motivação para seu time.

Antes do treinamento desta quinta-feira, um dia antes do Tigre enfrentar o Red Bull pelo Campeonato Paulista, às 19h, em Campinas (SP), o treinador exibiu vídeos de diversas reportagens e matérias que exemplificaram a importância da Chape para os familiares das vítimas, a cidade de Chapecó (SC) e o Brasil. Essa foi a forma de Vieira homenagear a lembrança dos companheiros perdidos e motivar o Bernô para a sequência do torneio.

- A história trágica da Chapecoense segue como um grande exemplo para a vida de qualquer ser humano. Muitas vezes focamos na profissão e em coisas em áreas da nossa vida, e esquecemos de viver o dia a dia, sem perceber que vitórias e derrotas fazem parte. Não podemos parar de viver. Uma forma de homenagear por toda a vida as pessoas que faleceram naquela tragédia é lembrar. Para mim, a Chapecoense é e sempre será um grande exemplo - comentou o técnico.

Apesar de não ter perdido amigos no acidente, Sérgio lembra com carinho dos rivais que enfrentou, dos jornalistas com quem conviveu e, principalmente, de Caio Júnior, o técnico da Chapecoense. O comandante da equipe que, postumamente, recebeu o título de campeã Sul-Americana, é também um exemplo de vida para o treinador português.

- No futebol, todos nos conhecemos e nos cruzamos sempre. Mas a questão do Caio Júnior me marcou muito... Lembro de seu profissionalismo, caráter, e sei que era uma boa pessoa que fazia um excelente trabalho, e a vida tirou-lhe isso. É um exemplo para seguirmos. Lembraremos sempre - completou Vieira.


Comentários