NOTÍCIAS

20/03/2017 - Futebol Profissional

São Bernardo vai à guerra contra a Ferroviária no Estádio Primeiro de Maio

"A partir de agora, disputamos três finais". A frase do técnico Sérgio Vieira resume o espírito do São Bernardo para a reta final do Campeonato Paulista. Nesta quarta-feira (22), a equipe enfrenta a Ferroviária no Estádio Primeiro de Maio, às 19h30, pronta para a guerra e em busca de uma vaga entre os oito melhores do torneio e a distância da zona de rebaixamento.

Com apenas três pontos de desvantagem para o Botafogo no Grupo A da competição (12 contra 9), o Bernô precisa de apenas uma vitória e um tropeço do time de Ribeirão Preto e do Ituano (dez pontos) para entrar na zona de classificação à próxima fase.

Segundo o presidente do time, Thiago Ferreira, a meta é manter-se o mais longe possível da zona de rebaixamento e garantir o melhor aproveitamento nas partidas restantes. No momento, Audax (sete pontos) e Ferroviária (oito) seriam os dois rebaixados à Série A2, enquanto Bernô (nove), Ituano (dez), São Bento (dez), Santo André (dez) e Red Bull (11) estão próximos da zona.

- O São Bernardo vive decisões pela frente. Aqui no São Bernardo, encaramos a partida com um clima de guerra, será nosso jogo mais importante. Precisamos da torcida do nosso lado nessa batalha, queremos que eles venham apoiar o Tigre e mostrar que nosso lugar é entre os melhores desse campeonato, e longe da zona de rebaixamento da competição - afirmou Ferreira.

Além da Ferroviária, o Bernô terá pela frente outros dois duros rivais. No sábado, a equipe encara o Linense fora de casa, às 16h. Por fim, encerra a participação na primeira fase da competição contra o São Paulo, em casa, na quarta-feira (21h45). 

- A gente vai para a guerra como fomos em todos os outros jogos. Infelizmente, as coisas não saíram da forma como quisemos. Todos os jogos agora são decisões, grandes batalhas. Quarta-feira teremos mais uma guerra pela frente, e contamos com o apoio da nossa torcida do início ao fim do jogo. Iremos corresponder no gramado - comentou Vieira, com discurso semelhante ao do atacante Walterson: 

- Estamos com grandes chances de avançar, e o jogo de quarta-feira vai decidir por qual parte da tabela vamos brigar. Só depende de nós e vamos para a guerra, sim. Como dizemos no futebol: agora é matar ou morrer - disse o atacante.

Um dos artilheiros do Bernô na competição, com três gols, ao lado de Walterson, o veterano Edno já está acostumado com grandes decisões. Na quarta-feira, apenas a vitória passa por sua cabeça, especialmente por atuar no Estádio Primeiro de Maio.

- Para nós, o jogo é decisivo. Estamos entre a vida e a morte nesse campeonato, e estamos renovando nossas forças para a batalha. O grupo está pronto para fazer um grande jogo e vencer. Temos de nos manter longe da zona de rebaixamento e, consequentemente, brigar pelas quartas. Diante da nossa torcida e em casa, temos a obrigação de vencer. O espírito é de guerra. Estamos unidos em um só propósito: colocar o São Bernardo em seu devido lugar - analisou, antes de completar:

- É nessa hora que diferenciamos os homens dos meninos. Agora é a hora de dar o nosso melhor no campeonato. 


Comentários