NOTÍCIAS

23/03/2017 - Futebol Profissional

Temos de jogar como se fosse o último jogo de nossas vidas, diz Sérgio Vieira

Na reta final do Campeonato Paulista, o São Bernardo sabe o que precisa fazer para se assegurar na primeira divisão do estado ou até mesmo conseguir uma vaga nas quartas de final da competição: vencer. Para o técnico do time, Sérgio Vieira, o espírito guerreiro do Tigre traz bons ventos para a disputa.

Neste sábado, o Bernô encara o Linense fora de casa, às 16h, pela penúltima rodada do Paulistão. Com dez pontos, uma vitória afastaria o time da zona de rebaixamento e, de quebra, revive a chance de classificação à segunda fase. No último jogo, apesar do empate com a Ferroviária, o treinador gostou de uma coisa que viu: a raça.

- Em função das circustâncias do jogo, tenho de parabenizar meus jogadores pela entrega em campo. O Campeonato Paulista é muito difícil, e a Ferroviária defendeu com os 11 atrás. Fica a tristeza pelos dez pontos que temos, mas fica também a alegria pela raça, determinação e entrega que esses atletas demonstraram em campo. É dentro dessas características que iremos para o próximo jogo, em Lins, com um clima de superação ainda maior - comentou Vieira, antes de completar:

- A viagem de Lins é muito longa e desgasta muito. É um jogo que vamos realizar com um tempo menor de recuperação, e o Linense terá um dia a mais. Mas isso, para nós, não serve para nada, apenas para superarmos algo mais. O que temos de ter na mente é que, com os pontos que temos, podemos chegar a 16. Enquanto esses pontos estiverem disponíveis para nós, iremos lutar com corpo, alma, raça e tudo que estiver ao nosso alcance.

Nesse momento, o Bernô está à frente do Audax (oito pontos) e da Ferroviária (nove) na classificação geral do Paulistão. No Grupo A, o time está a três pontos da zona de classificação às quartas, atrás de Botafogo e Ituano, ambos com 13 pontos. Contra Linense e São Paulo, a expectativa é de mais duas decisões, e o conselho já foi dado por Sérgio Vieira:

- Temos de encarar cada jogo como uma final. Todos vão para o campo fazer o que são especialistas, eles vivem disso, que é jogar futebol. Sei que iremos responder bem nas próximas duas partidas e temos de fazer uma coisa: jogar como se fosse o último jogo das nossas vidas.


Comentários